Blog do Jetro

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Palestra Ambiental

Palestra Ambiental

Palestra: “Um Sonho Ambiental”

Palestra: “Um Sonho Ambiental” aborda a crise ecológica
Especialista oferece palestra para que empresas e público em geral estejam preparados parar enfrentar as questões ambientais mais urgentes em suas cidades

No Brasil, o ano começou com um cenário preocupante para empresas e a população em geral. Além dos problemas políticos, econômicos e sociais, destaca-se a ameaça da seca e da falta de energia elétrica.
Como as empresas e as cidades estão se preparando para a crise ambiental em seus setores? Esta é principal questão a ser abordada na palestra “UM SONHO AMBIENTAL - Solução para a crise ecológica”, que visa informar e capacitar empresas, estudantes universitários, funcionários públicos e outros interessados em se preparar para os principais problemas ambientais da atualidade.
Para o gestor ambiental, quando se fala em ‘pegada ecológica’, todos são responsáveis porque todos utilizam recursos naturais. Daí a importância do treinamento. “Todos precisam se preparar; o que se faz hoje vai respingar no futuro”, diz.
A palestra mostra os problemas e as ferramentas disponíveis para evitar ou minimizar as etapas que geram alterações significativas ao meio ambiente: poluição do ar, das águas, aumento de lixo nas cidades, uso e ocupação do solo e suas consequências para a saúde humana e ambiental.  As ferramentas  de capacitação podem ser usadas por políticos e pela população e estão disponíveis para todos.

VANTAGENS
Nem sempre o funcionário sabe dos benefícios de itens como torneiras com temporizador, captação de água da chuva, coleta seletiva, lâmpadas econômicas e sistema de energia com sensor de presença. Mas funcionários bem treinados e capacitados podem representar a empresa com excelência, associar sua marca com a proteção do meio ambiente e apresentar soluções para os clientes. Mais do que vender um produto ou serviço, oferecem uma solução favorável ao meio ambiente. A empresa economiza recursos, engaja funcionários, dissemina práticas a favor do meio ambiente e ganha mais um diferencial no mercado.
Segundo Jetro Menezes, a experiência na área o levou a agir diante da crise. A ideia é passar o conhecimento adquirido nas últimas décadas e dar informações de uma forma clara, que contribua com a minimização dos impactos.
   
PROGRAMAÇÃO
1 – Indicadores de Pressão
As pressões sobre o meio ambiente se relacionam às atividades humanas e sua dinâmica (ou seja, as causas dos problemas ambientais), como: Crescimento e densidade populacional, Assentamentos autorizados e não autorizados, Expansão da área urbanizada, Verticalização de imóveis, Redução da cobertura vegetal; Aumento do consumo de água,   Geração de resíduos sólidos entre outros.

2 – Indicadores de alteração no Estado do meio ambiente
Diz respeito às condições do ambiente após as interferências na cidade pelas ações humanas sem critérios e fiscalização, como: Qualidade do ar, Qualidade das águas superficiais e subterrâneas, Qualidade da água de abastecimento, Escassez de água, Áreas de risco de inundação e escorregamento e outros.

3 – Indicadores de Impactos ambientais
Refere-se aos efeitos adversos à qualidade de vida, aos ecossistemas e à socioeconomia, como: Incidência de enfermidades associadas à poluição do ar, Óbitos decorrentes de enfermidades associadas à poluição do ar, Incidência de enfermidades de veiculação hídrica, Óbitos ligados à água,  Ocorrências de inundação e escorregamento,  Custos com a captação, condução e tratamento da água e do lixo entre outros.

4 - Respostas – (minimização, preservação, conservação)
Mostram as ações da sociedade para melhorar o estado do meio ambiente, como prevenir, mitigar e corrigir os impactos negativos causados pela ação humana, como: Plano Diretor,  Legislação, Agenda 21 local,  Educação ambiental – formal e não formal,  Parceiras com ONG’s, Controle de vetores, fauna sinantrópicas e animais soltos, Reabilitação de áreas degradadas, Investimentos em gestão de resíduos sólidos e Ampliar a coleta seletiva,  Ampliação da cobertura vegetal e outros.

SOBRE JETRO MENEZES
Gestor e auditor ambiental, especialista em Saneamento Ambiental, é docente superior e mestrando em Mudanças Climáticas. Consultor ambiental na área de resíduos sólidos, foi coordenador do Programa de Coleta Seletiva da Prefeitura de São Paulo, ex-diretor de Meio Ambiente da Prefeitura de Franco da Rocha (SP) e atualmente é coordenador de Programas de Projetos da Secretaria de Obras, Serviços e Habitação na Prefeitura de Mairiporã (SP). Criou e implantou projetos de cooperativas em várias cidades paulistas. É professor de resíduos sólidos na Oficina Municipal e Consultor Ambiental da ONG ECOCULTURAL e colunista da revista Plurale, com artigos sobre Sustentabilidade.

CONTATO:
Celular: 11 97147-6880

PARCERIAS:
DG Consulting – www.dgconsulting.com.br
ECOCULTURAL – www.ecocultural.org.br
Revista Plurale – www.plurale.com.br
Fepacoore - www.fepacoore.coop.br