Blog do Jetro

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

08 / 11 / 2013 - Brasil reciclou 98% das latinhas de alumínio em 2012, diz entidade...

fonte: http://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2013/11/08/99827-brasil-reciclou-98-das-latinhas-de-aluminio-em-2012-diz-entidade.html 

O índice de reciclagem de latas de alumínio para bebidas atingiu 97,9% do total disponível no mercado em 2012. Com isto, o Brasil é o país que mais recicla latinhas desde 2001, informou a Abal (Associação Brasileira de Alumínio) e a Abralatas (Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alta Reciclabilidade).
No total, foram 267,1 mil toneladas recicladas de 19,8 bilhões de embalagens, o correspondente a 54,1 milhões por dia, ou 2,3 milhões por hora.
A porcentagem de reciclagem é menor do que em 2011, mas as associações apontam a alta no número de latas comercializadas como causa. O volume de latas aumentou 7,8%, enquanto a coleta cresceu 7,4%.
Segundo o coordenador da Comissão de Reciclagem da Abal, Carlos Roberto Morais, a cadeia de reciclagem está estruturada para absorver e processar volumes cada vez maiores de latas descartadas. “Trata-se de um modelo de coleta e de reciclagem concebido no Brasil e com intensiva participação dos catadores; prova de que não precisamos importar modelos baseados na realidade de outros países”, ressalta Renault de Freitas Castro, diretor-executivo da Abralatas.
Em 2012, a coleta de latas de alumínio para bebidas injetou R$ 630 milhões na economia nacional. Além disso, por consumir apenas 5% de energia elétrica, quando comparado ao processo de produção de metal primário, a reciclagem das latas proporcionou uma economia de 4.000 GWh ao país, número equivalente ao consumo residencial anual de 6,6 milhões de pessoas, em dois milhões de residências. 

(Fonte: UOL)


COMENTÁRIO IRÔNICO DO JETRO:

Com toda essa redução no consumo de energia e a intensa participação das cooperativas e dos catadores de recicláveis...não seria a hora de repartir os dividendos com esses grupos?

Não está na hora das indústrias de fabricantes de latinhas dedicar parte dos recursos economizados para os programas de coleta seletiva?

Não me venha com essa história de que "LA TINHA" apoio para os catadores...agora não tem mais...

jetro.